Crise Em Belmonte Abala A Imagem Do Prefeito E Pode Prejudicar O Deputado Jânio Natal

A vida econômica da cidade de Belmonte deve ficar muito difícil nos próximos dias, já que, o Prefeito Janival Borges está sendo obrigado a desinchar a folha de pagamento reduzindo os funcionários contratados que hoje prestam serviço ao município. O fato causou revolta em muitas pessoas e está preocupando os comerciantes, já que, a Prefeitura é a maior empregadora do município e a ação trará sérios prejuízos à economia local.

 A onda de demissões começou com um decreto publicado na última sexta-feira (29/09) constando 51 funcionários contratados cortados. Com a ação a Prefeitura economizará R$ 51.581.16 em recursos da folha de pagamento. Informações conseguidas por nossa reportagem constam que a Prefeitura pretende cortar mais 100 funcionários nos próximos dias. Grande parte da população entende a situação, mas critica que o decreto alcançou apenas os servidores de Belmonte com os salários mais baixos e deixou de fora servidores que moram em outras cidades que recebem os salários mais altos e representam um gasto maior para o município. Janival ainda reduziu os salários de algumas categorias que foram obrigadas a aceitar diante da ameaça de demissão eminente.

O que está acontecendo é uma tragédia anunciada, já que, o Prefeito Janival Borges vinha contratando excessivamente para atender às alianças políticas, para isso, várias pessoas vieram de outros municípios contratadas pela Prefeitura de Belmonte, fato que é abordado diariamente pela oposição ao Prefeito que o acusa de beneficiar pessoas de fora e deixar os belmontenses que o acompanharam a ver navios.

Os números mostram que houve um abuso no índice de contratações, já que, o Prefeito Janival pegou o município com 1016 funcionários, com o valor de R$ 2,1 Milhões em janeiro e aumentou até o atual patamar de mais de R$ 3,2 Milhões, com 1408 funcionários, segundo os últimos dados do Tribunal de Contas .

Para se ter uma ideia, os gastos com pessoal da gestão atual já superou grandemente os gastos da gestão anterior que eram de cerca de R$ 2,4 Milhões e 1257 funcionários.

Ainda, segundo os últimos dados do TCM, o município de Belmonte conta com uma folha de 612 funcionários contratados no valor de R$ 1.021.851,05, proporcionalmente a maior de toda a Costa do Descobrimento. “O município só continua honrando os salários porque a arrecadação aumentou, se comparada com a arrecadação do ano passado. O que o Prefeito tinha que fazer era gerenciar os gastos e não aumenta-los à situação insustentável que se encontra atualmente. O mesmo caiu na mesma armadilha da ex-gestora que ele tanto criticava” – Comentou uma pessoa que já trabalhou no setor financeiro da Prefeitura de Belmonte.

Depois das demissões dos funcionários contratados, o Prefeito Janival Borges deverá mexer nos próximos dias no seu salário e nos salários dos Secretários Municipais onde o mesmo promete uma redução considerável na tentativa de economizar recursos.

O vencimento do gestor e dos seus Secretários custam mensalmente R$ 95.000,00 aos cofres municipais e promete-se uma redução extrema para servir de exemplo para população revoltada.Quem também está na mira da caneta de cortes são os contratos de prestadores de serviço e fornecedores do município.

Alguns vem sofrendo com atrasos no pagamento de até 05 meses e agora terão que tentar receber e negociar valores mais baixos se quiserem continuar trabalhando para a Prefeitura de Belmonte.

Com a situação a imagem do gestor está sensivelmente abalada diante da população. Em todos os cantos da cidade ouve-se falar mal do mesmo e correligionários acreditam que o seu nome não é mais viável politicamente.

O Deputado Estadual Jânio Natal também deverá sofrer com a queda de popularidade de seu irmão e pessoas próximas a ele já comentam que o parlamentar está buscando outras cidades da região para tentar cobrir a queda de votos que ele deve sofrer em Belmonte.

Fonte: Maisbn

Outras Notícias

Bolsonaro aumenta vantagem e chega a 60,9% dos votos válidos, diz Paraná Pesquisas

A vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno, que já era imensa, tornou-se ainda maior, de acordo com uma pes...

Eurasia: 75% de chance de vitória de Bolsonaro

Bolsonarorecebeu 46% dos votos válidos, e Fernando Haddad (PT) em segundo lugar, teve29%. Anteriormente, a empresa ch...

Extremo Sul elege apenas dois deputados estaduais

O extremo Sul da Bahia só conseguiu eleger dois respresentantes para a Assembleia: Jânio Natal, com 49.497 votos e Ro...

Ex Prefeito Jorge Pontes fica inelegível por 08 anos

Acompanhando  o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), a Câmara Municipal de Santa Cruz...

Multidão acompanha Larissa Oliveira na primeira caminhada de sua candidatura

“Explodiu, viu?!”. Essa expressão utilizada por um popular em Porto Seguro para definir a candidatura de Larissa Oliv...

Eleições 2018: campanha eleitoral está nas ruas

Os candidatos a cargos eletivos nas eleições de outubro já podem realizar campanha a partir desta quinta-feira (16). ...